Planeta Sensi – Uma Growshop à Tua Medida!

0
370

Num dos primeiros centros comerciais do Porto, onde se contam pelos dedos as portas ainda abertas, há hoje uma espécie de irredutíveis invictos (no dicionário, é sinónimo de ‘nunca vencidos’!), ali instalados há dez anos. No Planeta Sensi comercializa-se toda a parafernália de apoio ao fumo (mortalhas, filtros, isqueiros ou cachimbos) e ainda, todo o equipamento e nutrientes para a plantação. De sementes, nem sinal:

“São ilegais e por isso não o fazemos. Mas se um dia a comercialização for aprovada, provavelmente sim”

Assume Kevin Carvalho, 27 anos, funcionário da loja:pla3

“A procura é grande e quase todos os dias entram pessoas a perguntar por coisas ilegais, especialmente sementes de canábis”.
Mas se é verdade que muitos desses clientes a procuram pelo lado recreativo, em busca das tais propriedades psicotrópicas do THC (tetraidrocanabinol), “também há muitos doentes com cancro ou com epilepsia que procuram o CBD (sigla para canabidiol, outro dos componentes da planta pelos efeitos terapêuticos no sistema nervoso).” A maioria compra as sementes pela internet ou tenta os clubes sociais de canábis em Espanha, onde o cultivo para consumo próprio está regulamentado. Kevin ajuda a explicar como se tratam das plantas:
pla4

“É uma espécie muito parecida com a do tomate, com o mesmo género de doenças e o mesmo tipo de nutrição.”

Kevin não tem dúvidas que Portugal tem “ótimas condições para a produção a céu aberto, por causa do clima“. Mas, receia, esse dia ainda está longe. “Eu, pelo menos, só acredito quando vir“.

Fonte: Visão